O Esporte Clube Cometa entrou em campo na tarde de domingo com o objetivo de reverter o resultado negativo da partida em Maravilha diante do CRM, quando perdeu por 2 a 0. Para tanto trabalhou intensamente seu elenco  e organizou-se para que pudesse receber o maior público possível, o que de fato se constatou. Estádio lotado e uma grande final, digna de dois grandes clubes.

A partida começou com a equipe visitante jogando mais avançada, impedindo com que o ataque cometense chegasse para poder marcar. Mas durou pouco! Aos poucos a equipe da casa começou a dominar a partida e teve as melhores chances de marcar. A melhor foi pertinho do final da etapa inicial quando o atacante Reiler num petardo de fora da grande área fez tremer o travessão do goleiro Fábio. Já a equipe visitante teve poucos chutes a gol. Seu objetivo era um só: segurar o resultado positivo conquistado anteriormente. Primeiro tempo terminou sem gols.

Para o segundo tempo o técnico Valentim colocou Ian no lugar de Reiler, Adalmir deu lugar a Tiaguinho e Jean entrou no lugar de Quionha. A intenção é ir para cima, em busca do gol. Ele veio, logo aos 12 minutos após cobrança de escanteio. Willian Bones, bem posicionado, escorou para o fundo da rede.  Era uma questão de minutos para que o segundo acontecesse. Aos 30 minutos os ânimos da torcida itapiranguense se exaltaram mais ainda com a expulsão do meia Santos, que recebeu o segundo amarelo. Mas, a ducha de água fria veio em seguida quando o árbitro Gustavo E. Bauermann marcou pênalti de Nata em Marquinhos dentro da grande área. Tiago Maringá chutou e converteu. Eram 33 minutos. O Leão da Montanha ainda respirava! Ian fez o seu um minuto depois. Após cobrança de falta ele só precisou escorar para o fundo da rede, na frente do goleiro Fábio. Era tudo o que os cometenses precisavam. Estavam na luta ainda! Contudo, as coisas passaram a acontecer muito rapidamente. Thomas foi expulso em seguida, o que esfriou os ânimos da torcida da casa. A pressão foi intensa. Marcelo e Negão entraram para reforçar o ataque. Aos 47 falta no balão da grande área. Era a chance que faltava para igualar o escore geral.  Willian Bones cobrou e Fábio fez uma defesa espetacular com o pé, salvando a equipe visitante das cobranças de penalidades. Aos 50 Dela foi para a área tentar um gol em mais uma cobrança de falta. Ele conseguiu cabecear a bola, mas foi por cima, por pouco. Fim de partida, 2 a 1, CRM campeão.

Um grande espetáculo

Mesmo com o vice, a direção cometense faz questão de elogiar o belo espetáculo apresentado. Várias atividades foram realizadas durante o dia. Jogos de veteranos, almoço, apresentação das categorias de base, e o duelo principal abrilhantaram os presentes durante o dia todo. A diretoria agradece todos que de alguma forma colaboraram e se fizeram presentes neste dia festivo. E ressalta que as comemorações dos 60 anos estão à porta. Estão todos convidados a prestigiar.

Veja a programação no link abaixo

Programação de aniversário – 60 anos