Títulos – Campeonato Estadual de Futebol Amador

2007 – Campeão

Era a reestreia do Leão da Montanha em competições estaduais. O Cometa largou as competições locais para focar o Campeonato Estadual de Futebol Amador neste ano de 2007. O início foi avassalador! Chegou à final e venceu a equipe do Oeste Esporte Clube de Chapecó pelos placares de 1 a 0 e 3 a 1, sagrando-se campeão da fase oeste. A grande final foi no Estádio da Montanha (5/8/2007) diante de mais de 3 mil espectadores. Em Chapecó o craque cometense Diva havia marcado o gol da vitória.

A partida final: Em Itapiranga aos quatro minutos de jogo, numa sobra de bola o goleador Diva não perdoou, inaugurando o placar. O Oeste Chapecó apresentou um futebol bonito, em certos momentos envolvente. O experiente e oportunista Índio deixou tudo igual aos 25 minutos do primeiro período. No entanto, o Cometa estava determinado e queria o título. No final do primeiro tempo, numa excepcional cobrança de falta de Jair, a bola encontrou o poste e na sobra, Lírio marcou o segundo. O jogo continuava equilibrado, de certa forma com o placar indefinido, quando por volta dos 35 minutos do segundo tempo, mais uma vez Lírio, recebeu a bola driblou o goleiro adversário e fuzilou. Era o que faltava para a festa começar.

2008 – Semifinais

Neste ano a equipe itapiranguense iniciou arrasadora a primeira fase. Enfrentou equipes tradicionais no Estadual de Amadores, aplicou goleadas elásticas, até parece que brincava dentro de campo. Se classificou antecipadamente na primeira fase. Na segunda fase perdeu a primeira contra o Gigantinho de Chapecó, 2 a 1.

06 de julho de 2008, jogo na Montanha. Com gols nos acréscimos de cada tempo o Cometa venceu a equipe chapecoense por 2 a 0. Prorrogação. A danada da bola não entrava. Batia na zaga, no poste… Faltava tranquilidade para lançar a redonda na rede. Penalidades. Na nona cobrança o Leão gritou mais alto. Detalhe. A equipe do Gigantinho veio à Itapiranga com apenas 11 atletas em seu elenco.

Semifinais. O próximo adversário seria o Oeste Chapecó, o mesmo da decisão de 2007. Eles queriam revanche. E conseguiram. Primeiro jogo em Chapecó, 3 a 1 para os adversários. Na Montanha, 21 de julho de 2008, relato da edição 154 do Jornal Expressão:

“Logo no início da partida, o Leão dava pinta de que a vitória por dois ou mais gols, seria apenas questão de tempo. A equipe, apesar dos desfalques e das improvisações, chegava forte e com facilidade ao ataque. Aos 32 minutos do primeiro tempo, a chama da esperança foi avivada, quando Diva, empurrou a bola para a rede. No primeiro tempo o Cometa teve mais algumas chances de marcar, mas o placar ficou nisto. No segundo tempo, parece que a ansiedade de fazer o segundo gol, começou a mexer com os atletas e as chances de marcar, pareciam estar cada vez mais distantes. O golpe final o Cometa recebeu, quando num contra-ataque do Oeste, a defesa cometeu penalidade, convertida por Cleidir. Aos 50 minutos Jair Muller fez também de pênalti o gol da vitória. Mas isto não foi suficiente, pois o Oeste ficou com a vaga para a final da fase Oeste”.

2009 – Campeão da Fase Oeste e do Estadual

Apesar de não começar o certame muito bem na fase de classificação o Cometa passou. Foi a equipe classificada com pior índice de aproveitamento. Nos confrontos de mata-mata passou sem muita cerimônia os adversários. Mas, era óbvia a tensão em cada partida já que pesava o retrospecto pouco positivo na fase de classificação. Toda emoção estava reservada para a final da Fase Oeste de 2009. AJAP de Pinhalzinho e Cometa. Primeiro jogo em Pinhalzinho e vitória da equipe da casa por 3 a 1. No dia 12 de julho de 2009 o jogo seria em Itapiranga. Havia um certo desânimo entre os jogadores pois reverter um placar destes não seria fácil. Mas, como tudo no futebol é possível, o clima de superação bateu nas veias do Leão e este rugiu mais alto. 4 a 1 foi o placar favorável ao Cometa.

É claro, o gol do título tinha que ser marcado aos 46 minutos do segundo tempo, segundos antes do apito final. Não houve emoção maior. Na arquibancada o grito de bicampeão passou a ecoar pela cidade inteira!

Meses depois o Cometa disputaria o Estadual de Amadores – competição que reúne os campeões e vices de todas as fases regionais do Estado de Santa Catarina – da qual foi campeão.

2010 – Semifinais

No ano de 2010 tudo levava a crer que seria outro ano de títulos para o Leão da Montanha. Onze equipes jogaram neste ano e foram divididas em duas chaves, A e B. O Cometa, fazendo parte da Chave A, foi soberano, venceu todas! Foram sete vitórias e três empates, 24 pontos na tabela, 41 gols marcados e apenas 9 sofridos na fase classificatória. 10 a 0, 8 a 0, 5 a 0 foram alguns dos placares elásticos aplicados em seus adversários.

Quartas de final. Olaria de Xanxerê foi o adversário da vez. Um empate (2 a 2) e uma vitória por 3 a 1 em casa lhe deram a vaga às semifinais. Próximo adversário, Cruzeiro de Itá. A equipe tinha se classificado em primeiro da Chave B juntamente com a AJAP de Pinhalzinho com 18 pontos cada. Tinha um bom retrospecto em toda competição de 2010. Veio ao Estádio da Montanha e aplicou 2 a 1 no time da casa. O Cometa precisava reagir. Afinal, era o melhor time daquele ano. Mas sucumbiu, foi derrotado em Itá por 2 a 0 e deu adeus à competição.

Naquele ano o Cruzeiro foi o campeão da Fase Oeste ao derrotar a AJAP de Pinhalzinho.

2011 – Vice-campeão

Veio 2011. Novamente o técnico escolhido pelo então presidente do Clube, Alexander Brandt, foi o incansável Wilson Schneiders, auxiliado por Valentim Lauschner. Neste ano 15 equipes participaram da fase oeste do Estadual de Amadores. Foram divididas em três chaves sendo que o Cometa fez parte da Chave C, juntamente com a AJAP de Pinhalzinho, outra grande equipe da região oestina. Não teve uma boa performance na fase classificatória. Entrou na fase de mata-mata por pouco, terminando em terceiro da chave com 12 pontos marcados: três vitórias, três empates e duas derrotas. Mas, Cometa é Cometa! Foi aos poucos eliminando seus adversários e chegou à final juntamente com o Olaria de Xanxerê. Veja abaixo o retrospecto nas fazes de mata-mata:

  • QUARTAS  12/6/2011 – ITAPIRANGA – E.C. COMETA – 5 X 2 – SER CRUZEIRO
  • QUARTAS – 19/6/2011 – ITA – SER CRUZEIRO – 4 X 2 – E.C. COMETA
  • SEMI – 26/6/2011 – ITAPIRANGA – E.C. COMETA – 4 X 0 – GUARANI/SMO
  • SEMI – 3/7/2011 – SMO – GUARANI/SMO – 3 X 1 – E.C. COMETA
  • FINAL – 10/7/2011  ITAPIRANGA – E.C. COMETA – 0 X 0 – E.C. OLARIA
  • FINAL – 24/7/2011 – XANXERE – E.C. OLARIA – 5 X 3 – E.C. COMETA

Desde que começou a participar da competição estadual em 2007, sempre foi uma das equipes favoritas ao título da competição. Portanto, os itapiranguenses podem dizer com convicção: o Esporte Clube Cometa é uma das melhores equipes do oeste catarinense no que se refere ao futebol amador.

2012 – Vice-campeão

A competição estava se tornando cada vez mais popular e a cada edição mais equipes do oeste se inscreviam no torneio. Para o ano de 2012 foram 21 participantes. Foi o ano em que o Cometa fez parte da Chave A de um total de quatro chaves. Era a chave da morte para o Cometa. Seu principal rival, o Guarani de SMO e a AJAP de Pinhalzinho faziam parte do grupo. O Leão teria que superar a todos. Além disso, a equipe do Ipiranga Futebol Clube de São José do Cedro também provaria que era uma excelente equipe.

Apesar de não ter iniciado bem na primeira rodada em casa, as demais ele conseguiu vencer em casa. Mas, quando jogava fora, o retrospecto não era tão bom. Em 10 partidas venceu quatro, empatou duas e quatro derrotas. Terminou a primeira fase em terceiro com 14 pontos, atrás do Ipiranga e Guarani.

Oitavas de final. O Cruzeiro de Itá foi seu adversário nesta fase. Aqui não houveram problemas maiores, pois venceu as duas partidas com goleadas de 5 a 1 em casa e 4 a 0 em Itá. Nas quartas de final a AFA de São Carlos foi o adversário da vez. Dois empates em 1 a 1 e a decisão teve que sair nos pênaltis. A torcida do Leão fez a festa na Montanha: 4 a 2 a favor do tricolor itapiranguense. Nas semifinais um novo adversário testaria os nervos do elenco e torcida cometense, a Coopercampos de Campos Novos. No primeiro confronto realizado na cidade camponovense o placar não saiu do 0 a 0. Em Itapiranga tudo levava para mais um placar sem gols quando o meia Marcelo do Cometa resolveu abrir o placar. E assim ficou. Mais uma final e quem estava lá novamente? O Leão. Do outro lado o Ipiranga, aquele mesmo da Chave A da primeira fase. Na primeira partida em Cedro o Leão perdeu por 1 a 0. No Estádio da Montanha estava ganhando por 2 a 0. Ao final, cedeu a vitória ao Ipiranga, 3 a 2. Mais um vice para o Cometa.

2013 – Vice-campeão da etapa estadual

Que campanha estupenda o Leão da Montanha protagonizou neste ano. Em 2013 tivemos 19 equipes participantes. Destas o Cometa fez a melhor campanha na primeira fase. Um verdadeiro leão avançando sobre os adversários que vinham pela frente. Foram seis vitórias e dois empates na primeira fase. Total, 20 pontos marcados, 36 gols marcados e apenas 11 sofridos. Um trator. Novamente teve Guarani e Ipiranga fazendo parte da chave do Cometa. Na estreia, venceu seu principal rival, Guarani, na casa do adversário, 2 a 0, um início arrasador. O mesmo fez com a equipe cedrense, Ipiranga, 3 a 0.

Oitavas de final: veio a equipe do Fraiburgo Esporte Clube. Duas vitórias tranquilas: 2 a 0 e 5 a 1. Nas quartas de final enfrentou a equipe do Xanxerê Futebol Clube e com um empate sem gols e uma vitória em casa por 3 a 0 foi às semifinais. Voltava a jogar novamente contra o Guarani de São Miguel do Oeste nesta fase. Primeira partida foi na Montanha e o Cometa não conseguiu um resultado vantajoso nesta partida. Empatou em 2 a 2. No dia 08 de setembro de 2012 foi quando a equipe itapiranguense amarelou e perdeu seu primeiro confronto, e que foi fatal. Derrota por 3 a 1 e a eliminação do torneio.

Naquele ano, por incrível que pareça o Ouro Verde de Descanso ergueu o caneco da Fase Oeste. Ele fazia parte da mesma chave (C) do Cometa na primeira fase e se classificou para a fase seguinte com apenas oito pontos marcados.

Em 2013 o Guarani não disputou a fase estadual da competição e cedeu lugar ao Cometa. Este ficou com o vice-campeonato ao perder a final para a equipe do Caravaggio de Nova Veneza.

2014 – Oitavas de final

O ano de 2014 foi um indicativo de que as equipes que compunham a chave do Cometa não tinham planteis à altura de outras chaves. Precisa ser dito que as chaves são formadas de forma regionalizada, colocando municípios próximos em um mesmo grupo. Vinte equipes participaram da edição de 2014 do Estadual de Amadores Fase Oeste. Mais uma magnifica atuação do tricolor itapiranguense se fez perceber neste início de torneio. Ao final da primeira fase novamente foi a equipe com a melhor campanha: 22 pontos marcados – sete vitórias e um empate. Aplicou uma goleada de 6 a 1 no Ouro Verde. Sim, aquele Ouro Verde que havia se sagrado campeão na edição anterior da Fase Oeste.

O vexame da Chave D, da qual o Cometa fazia parte, veio na segunda fase. Das quatro equipes que se classificaram apenas o Ipiranga passou das oitavas de final. O restou ficou, o Cometa também. Foi eliminado pela AFA de São Carlos pelos placares de 2 a 1 e 1 a 1.

2015 – Vice-campeão

Guarani e Cometa talvez tenham percebido que em 2014 não tivessem elencos à altura de outras regiões oestinas. Trataram de reforçar suas equipes promovendo as alterações necessárias. Veio 2015. Quatro chaves foram formadas com as 21 equipes participantes neste ano. Seu maior rival, Guarani fez uma de suas melhores campanhas da Fase Oeste com oito vitórias e apenas um empate nesta edição. Harmonia de Guaraciaba terminou em segundo e o Cometa passou por pouco da primeira fase. A surpresa do Leão veio nas fazes de mata-mata, pois na fase de classificação sua atuação foi péssima, um aproveitamento de apenas 44%. Eliminou o Guarany de Xaxim nos pênaltis após dois empates. Nos 90 minutos empates em 0 a 0 e 1 a 1. Nos pênaltis 3 a 0 para o Leão. Depois, veio o Ipiranga de São José do Cedro. Uma vitória em casa em 2 a 2 e um empate em Cedro, 1 a 1, lhe deu a vaga às semifinais. Próximo adversário: Xanxerê F. C. Dois empates sem gols e a decisão foi para as penalidades. O Leão novamente se deu bem.

Na final, quem estava lá? Guarani de São Miguel do Oeste novamente no caminho do Cometão. A final seria inédita. A primeira partida ocorrida em Itapiranga foi um show de bom futebol protagonizados pelos atletas do Leão. Apesar de sair perdendo virou a partida e aplicou 3 a 1 no adversário. Poderia até perder por um gol em SMO que ainda sairia com a taça na mão.

Mas, em São Miguel do Oeste o Tricolor da Montanha amarelou de vez. Saiu na frente do placar, mas jogando boa parte dos 90 minutos com um a menos viu o Guarani marcando os seus e, quando tudo indicava que o vitorioso sairia nos pênaltis, já nos acréscimos a equipe migueloestina marca seu quarto gol. Não deu mais tempo para reagir. O Cometa novamente era vice.

 

Neste ano de 2015 as equipes do extremo-oeste mostraram a seus adversários que eram times de chegada. Eram os melhores!

2016 – Classificatória

Foi a pior campanha que o Cometa protagonizou desde o seu retorno às competições estaduais. Tanto o Leão como o Guarani não conseguiram passar da primeira fase. Terminou eliminado prematuramente ficando em último da Chave D com sete pontos marcados: duas vitórias, um empate e cinco derrotas. Dezoito equipes participaram do certame em 2016.